Boletim de Comércio Exterior 02/2022

28 Abril 2022
/ Boletim de Comércio Exterior

Em foco

O Índice de preços de exportação apresentou elevação acentuada de 14,5% no mês de janeiro de 2022, comparado ao mesmo mês do ano anterior (Tabela 1). A elevação nos preços das exportações totais foi influenciada pelo crescimento dos preços de todas as classes de produtos.  O Índice de preços dos produtos Básicos apresentou elevação de 8,2%, os Índices de preços das exportações de produtos Semimanufaturados cresceram 24,2% e os Manufaturados apresentaram elevação de 20,9%, na mesma comparação.

A evolução do quantum das exportações mostrou bons resultados em janeiro, com aumento de 14,2% do Índice geral, na comparação com o mesmo mês do ano passado. O aumento do quantum das exportações totais deve ser creditado ao bom desempenho das quantidades exportadas de todos as classes de produtos, os Básicos tiveram crescimento de 12,3%, os produtos Semimanufaturados cresceram 13,3% e as quantidades exportadas de produtos Manufaturados cresceram 17,6% no primeiro mês do ano, na comparação com o mesmo período de 2021 (Tabela 1).

O Índice de preços dos produtos importados registrou elevação de 29,2% em janeiro, na comparação com janeiro de 2021 (Tabela 2). A elevação no Índice de preço das importações ocorreu em função do aumento dos preços de todas as Grandes Categorias econômicas, a saber: Combustíveis (86,3%), Bens intermediários (29,4%), Bens de consumo duráveis 12,7%), Bens de consumo não duráveis (7,1%) e Bens de capital (3,1%).

O Índice geral de quantum importado apresentou elevação de 1,2% no mês, em relação a janeiro de 2021, este crescimento foi reflexo do aumento nas importações de Combustíveis (69,0%) e dos Bens de consumo não duráveis (2,7%), visto que todas as outras Grandes categorias apresentaram quena na quantidade importada no primeiro mês de 2022, na comparação com o mesmo mês de 2021 (Tabela 2).

O Índice de termos de troca apresentou queda de 11,4% no mês de janeiro, em relação ao mesmo mês de 2021. Mais da metade dos setores CNAE 2.0 aprestaram queda nos Termos de troca em janeiro de 2022, na comparação com janeiro de 2021, como pode ser visto na Tabela 3. Já a Razão de quantum registrou elevação expressiva de 13,1% no mês, frente a janeiro de 2021, a alta pode ser creditada ao bom desempenho da Razão de quantum da maioria das divisões CNAE 2.0 (Tabela 3). Apenas oito dos 29 setores de atividade CNAE 2.0 aprestaram quedas na Razão de quantum no primeiro mês de 2022, com destaque para a Extração de petróleo e gás natural que apresentou queda de 71,4% no período.

Informações disponíveis até 08/03/2022

©Copyright  |  FUNCEX  |  Todos os direitos reservados